portfolio

  • AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO DOS SOLOS E ÁGUAS SUBTERRÂNEAS - CENTRAL TERMOELÉTRICA
    Estudos realizados com o objetivo de promover a requalificação ambiental do local ocupado pela Central Termoeléctrica de Tunes após a sua desativação. Esta central com turbinas a gás que utilizava gasóleo como combustível entrou em funcionamento em 1973.
    Trabalhos de investigação in situ (44 sondagens e 11 piezómetros). Amostragem de solos e águas subterrâneas. Ensaios de permeabilidade. Medições de COV nos solos. Medição dos parâmetros fisico-quimicos das águas subterrâneas. Análises laboratoriais. Avaliação da contaminação dos solos e águas subterrâneas. Avaliação de risco para a saúde humana.
  • AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO DOS SOLOS E ÁGUAS SUBTERRÂNEAS DO PARQUE EMPRESARIAL DO BARREIRO
    Estudos realizados com o objectivo de avaliar o estado ambiental dos terrenos em 2 zonas do Parque Empresarial do Barreiro após a demolição de diversas instalações industriais que desenvolveram actividade ao longo de todo o século XX.
    Trabalhos de investigação in situ (sondagens e piezómetros). Amostragem de solos e águas subterrâneas. Ensaios laboratoriais. Ensaios de permeabilidade. Avaliação de contaminação dos solos e águas subterrâneas. Caracterização geológica e hidrogeológica. Modelação da contaminação. Avaliação de risco para a saúde humana. Bases do plano de descontaminação.
  • CARACTERIZAÇÃO DA SITUAÇÃO DE REFERÊNCIA DOS SOLOS DOS BLOCOS DE REGA DA EDIA
    Caracterização da situação de referência, de modo a permitir monitorizar a evolução dos solos da área regada ao longo do tempo de vida do projecto de regadio associado, especialmente nas zonas de risco definidas, nomeadamente associadas aos riscos de erosão e de salinização dos solos.
    Desenvolvimento do plano de amostragem. Avaliação da conformidade do tipo de solo. Avaliação da velocidade de percolação da água no solo. Inquéritos aos proprietários dos terrenos. Análise dos resultados dos ensaios laboratoriais. Cartografia de risco. Medidas de minimização.
  • ANTIGOS TERRENOS DA LISBOAGAS
    Nesta área de cerca de 20ha ocorreu a produção de gás desde 1944 até 1999. Subsidiariamente foi produzido amónio e anidrido ftálico. As instalações foram desmanteladas restando apenas 4 gasómetros.
    Trabalhos de investigação in situ (sondagens e piezómetros). Amostragem de solos e águas subterrâneas. Ensaios de campo e de laboratório. Avaliação de contaminação dos solos e águas subterrâneas. Modelação da contaminação. Avaliação de risco para a saúde humana. Plano de descontaminação. Plano de monitorização de águas subterrâneas.
  • DUE DILIGENCE AMBIENTAL - ATERRO DE RESIDUOS INDUSTRIAIS NÃO PERIGOSOS
    Identificar e avaliar as responsabilidades e riscos ambientais existentes e potenciais associados ao aterro e infraestruturas a serem transacionadas e habilitar o cliente com uma baseline para a decisão e gestão atempada dos riscos ambientais dessa transação
    Legislação e licenças. Enquadramento Ambiental. Sensibilidade ambiental da envolvente. Descrição da instalação. Equipamentos. Monitorização e VLE. Riscos ambientais decorrentes de propriedades contiguas. Análise de risco preliminar da instalação. Vida útil do aterro. Inspeções ambientais e reporte de acidentes. Responsabilidade ambiental.
  • DUE DILIGENCE AMBIENTAL - ARMAZÉM DA INDUSTRIA DE FERTILIZANTES
    Estudos para a reabilitação de um antigo armazém de uma indústria de fertilizantes numa infraestrutura de apoio a uma indústria farmacêutica.
    Due Diligence Ambiental. Trabalhos de investigação in situ. Amostragem de solos e águas subterrâneas. Ensaios laboratoriais. Avaliação da contaminação dos solos e águas subterrâneas. Avaliação de risco para a saúde humana. Reabilitação de uma fonte de água para uso industrial e medidas de reparação.
  • REABILITAÇÃO DO CANAL DA SIDERURGIA NACIONAL E TERMINAL DO SEIXAL
    Reactivação do Canal da ex-Siderurgia Nacional e Terminal do Seixal, dos equipamentos e área portuária, recuperação da navegabilidade do canal e respectivas e bacias de manobras e estacionamento, por meio de operações de dragagem, para atender às necessidades do comércio internacional (importação/exportação) das empresas existentes no Parque Empresarial do Seixal.
    Amostragem de sedimentos e água intersticial. Ensaios laboratoriais. Levantamento batimétrico. Estimativa de volumes de sedimentos a dragar. Avaliação da contaminação e toxicidade dos sedimentos. Modelação da distribuição espacial. Classificação da perigosidade dos resíduos e da admissibilidade em aterro. Soluções e custos de tratamento e eliminação
  • DESMANTELAMENTO E REABILITAÇÃO AMBIENTAL DE UMA FÁBRICA DE ADUBOS
    Desmantelamento integral, recuperação multimaterial, reciclagem de agregados e saneamento ambiental do complexo de fertilizantes da ADP (80.000m2), localizado no Parque Industrial Barreiro (ex-Quimiparque)
    Direção. Coordenação. Amostragem de solos, resíduos e de betão contaminado. Modelação e acompanhamento das obras de terraplanagem. Higiene e Segurança no Trabalho.
  • DEPOSIÇÃO DE LAMAS DA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUAS DE MONTE NOVO
    Estudo das opções para resolver o problema das lamas de ETAR depositadas (21.500m3) na albufeira de Monte Novo, localizada a cerca de 20km a SW de Évora.
    Trabalhos de investigação in situ (sondagens e poços). Amostragem. Ensaios laboratoriais. Estimativa do volume a remover. Estudo geológico-geotécnico. Avaliação das soluções possíveis, incluindo a não-remoção (estrutura de contenção) e remoção e transporte para destino final (como seja, aterro ou valorização).
  • ARRIBAS LITORAIS DE ESPICHEL-SETUBAL E SINES-ODECEIXE
    Avaliação geotécnica detalhada das arribas costeiras dos troços Espichel-Sado (30km) e Sines-Odeceixe (60km). Estas arribas (em alguns casos localizadas em praias muito frequentadas) são caracterizadas por um elevado dinamismo, que dá origem a eventos de instabilidade (queda de blocos, tombamentos, escorregamentos e outros fenómenos de desagregação), representando alto risco para os utilizadores.
    Definição da metodologia para avaliação de risco com base em conceitos de risco, magnitude e probabilidade de ocorrência, vulnerabilidade e dano potencial. Hierarquização dos locais em função da magnitude de risco, a fim de definir as prioridades de intervenção. Levantamento e mapeamento geológico-geotécnico detalhado. Mapas de risco e medidas de mitigação. Acompanhamento e supervisão das medidas corretivas.
  • AVALIAÇÃO AMBIENTAL ESTRATÉGICA DO PLANO DE URBANIZAÇÃO DO TERRITÓRIO DA QUIMIPARQUE E ÁREA ENVOLVENTE (PUTQAE)
    Execução da Avaliação Ambiental Estratégica (AAE) do Plano de Urbanização do Território da Quimiparque e Área Envolvente (PUTQAE) de acordo com o Decreto-Lei n.º 316/2007 de 19 de Setembro, e em articulação com o Decreto-Lei n.º 232/2007, de 15 de Junho. Elaboração do Relatório Ambiental segundo o Decreto-Lei n.º 46/2009, de 20 de Fevereiro.
    Elaboração da AAE, determinação do âmbito e alcance da AAE, consulta de entidades e do público sobre o âmbito e alcance da AAE, preparação do Relatório Ambiental e respectivas consultas públicas e institucionais, e apresentação da Declaração Ambiental à Agência Portuguesa do Ambiente (APA).
  • DESMANTELAMENTO E REABILITAÇÃO AMBIENTAL DE UMA FÁBRICA DE PAPEL RECICLADO
    Desmantelamento integral e saneamento ambiental da fábrica de papel reciclado, localizada em Mourão (distrito de Beja), na área da albufeira da barragem de Alqueva. Remoção de aproximadamente 267.000t de resíduos em aterro e de solos de fundação, 113.000t de lamas das lagoas de tratamento e das bacias de armazenagem, 10.000t de solos e betão da fundação contaminados com hidrocarbonetos. A operação visou garantir um impacto mínimo sobre a qualidade da água do empreendimento do Alqueva.
    Direção e coordenação de todo o processo. Amostragem de solos, resíduos e de betão contaminado. Modelação e acompanhamento das obras de terraplanagem. Higiene e Segurança no Trabalho.
  • REABILITAÇÃO AMBIENTAL DO ECOPARQUE DE TRAJOUCE (CASCAIS)
    Remoção e encaminhamento para destino final dos resíduos (solos, “verdes” e RCD), segundo uma metodologia que consistiu na crivagem e separação mecânica e manual, caracterização física e química privilegiando a reutilização do solo triado no local.
    Acompanhamento permanente do processo de escavação, triagem e transporte de resíduos para destino final. Supervisão da amostragem, análise e classificação dos resíduos. Apoio na decisão sobre o destino final dos resíduos.
  • AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO DOS SOLOS E ÁGUAS SUBTERRÂNEAS - POSTO DE ABASTECIMENTO DE COMBUSTIVEL
    Durante os trabalhos de remodelação de um posto de abastecimento a escavação detectou contaminação do solo por hidrocarbonetos quando o tanque enterrado foi removido. Na ausência de qualquer registo histórico de quebras de produtos ou qualquer acidente, esta contaminação foi ligada às condições operacionais antigas.
    Ensaios Soil gas. Instalação de piezómetros. Amostragem de solos e águas. Ensaios laboratoriais. Avaliação da contaminação dos solos e águas subterrâneas. Análise Quantitativa de Risco. Cálculo de volume de solos contaminados. Classificação da perigosidade dos resíduos. Classificação dos resíduos segundo a admissibilidade em aterro.
  • REABILITAÇÃO DOS VAZADOUROS DA SIDERURGIA NACIONAL (SEIXAL)
    Gestão dos resíduos depositados no Território da ex-Siderurgia Nacional, incluindo a remoção, recuperação, tratamento e transporte para destino final.
    Trabalhos de investigação in situ (poços e valas). Amostragem de resíduos. Ensaios laboratoriais. Classificação dos resíduos de acordo com a admissibilidade em aterro. Distribuição espacial das diferentes tipologias de resíduos. Estimativa do volume dos resíduos remanescentes.